Mostrando postagens com marcador Imagens Históricas e Geográficas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Imagens Históricas e Geográficas. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 21 de abril de 2017

GUERRA DO GOLFO (1990)

       Queima de campos de petróleo incendiados pelas forças iraquianas durante a Guerra do Golfo. [1990]


sábado, 8 de abril de 2017

SÉRIO, VOCÊ TEM QUE CONHECER ITAIPU

3 anos de explosivos, escavadeira e mão de obra humana para construir um canal de 2 Km de comprimento por 80 M de profundidade. Tudo isso apenas para desviar o rio Paraná antes do início da sua construção.

Não me canso de assistir o programa da NATGEO: 
Mega Construções - Itaipu : http://goo.gl/wLa20I

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

VOLTA AS AULAS EM MANÁGUA

      Devido as condições precárias em um colégio na periferia de Manágua, uma estudante que possuí sua própria carteira a carrega diariamente da sua casa para o colégio.  (Dezembro de 1985)


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

6 IMAGENS QUE MOSTRAM IMPACTOS CAUSADOS POR HUMANOS NA NATUREZA

Cidade do México.

Floresta Nacional de Willamette, Oregon, Estados Unidos.

Java, Indonésia.

"Floresta" no Canadá.

Campo petrolífero Rio Kern, Califórnia, EUA.

Agricultura na China.
Fonte: Tudo Interessante.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

NOVA BARREIRA ENTRE PAÍSES

O governo da Tunísia terminou no domingo (07/02/2016) a construção de um fosso com água ao longo dos 200km da fronteira com a Líbia. A justificativa para a construção é a luta contra o terrorismo praticado pelo Estado Islâmico baseado na Líbia.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

RUINAS NO MÉXICO

No México, em decorrência do atual período de estiagem, as ruínas de uma igreja construída no século XVI e submersa numa represa do rio Grijalva desde 1966 reapareceram.


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

5 IMAGENS INCRÍVEIS DO SATÉLITE HUBBLE

Há 25 anos, as imagens do telescópio Hubble assombram os astrônomos. A seguir, uma seleção com cinco belas visões do Universo.
 
A imagem da galáxia espiralada Sombrero, vista pelo ângulo da sua borda.
Durante vários meses em 2002, o Hubble captou um espetáculo cósmico – um disforme balão de poeira que parecia se expandir em torno da estrela V838 Monocerotis. Na realidade, uma explosão de luz da estrela estava iluminando a nuvem de poeira.
O gás da estrela agonizante lembra uma borboleta, com as asas rendilhadas resultantes da ejeção das camadas externas. Nebulosas planetárias como a NGC 6302 renderam algumas das imagens mais famosas do Hubble.
Estrelas brilhantes reluzem perto da Via Láctea. A maioria das outras estrelas aí visíveis, entre elas o aglomerado ao fundo, está na galáxia de Andrômeda. Bilhões de anos-luz mais além, reluzem galáxias inteiras.
Esta emblemática imagem, da galáxia em espiral NGC 1300, está repleta de detalhes – estrelas jovens de brilho azulado, fluxos de poeira espiralando em torno do núcleo e deixando transparecer reluzentes galáxias mais distantes.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

NASA COMPLETA "ÁLBUM DE FIGURINHAS" DO SISTEMA SOLAR

Veja imagens dos planetas - e do planeta anão - produzidas por sondas espaciais ao longo das últimas décadas.
Mercúrio.
Vênus.
Terra.
Marte.
Júpiter.
Saturno.
Urano.
Plutão.
Fonte: BBC.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

A REAL HISTÓRIA DOS BRINQUEDOS

Michael Wolf é um fotógrafo alemão, radicado em Hong Kong, que vem tomando grande notoriedade pelo seu trabalho focado na paisagem das grandes cidades, seus transeuntes e sua cultura. Desta vez, ele nos transporta à dura realidade de jovens e adultos que trabalham nas fábricas de brinquedo chinesas – um negócio extremamente lucrativo, diga-se de passagem.

As imagens que você verá a seguir fazem parte da série The Real Toy Story ou A Real História dos Brinquedos, fotografada em 5 fábricas diferentes onde cerca de 75% do trabalho é inteiramente manual. Não é preciso grande esforço para perceber que a quantidade de trabalho diário é monstruosa e, pela cara de cansaço destes trabalhadores, dá para perceber o quão desgastante e desumano é depender de um emprego assim para mal conseguir dar sustento à família e ao lar.











domingo, 14 de junho de 2015

10 LUGARES QUE FARÃO VOCÊ SE SENTIR NO FILME MAD MAX

Mesmo com o alarme de ambientalistas, ainda falta muito chão para o mundo ganhar o visual seco, quente e apocalíptico de "Mad Max: Estrada da Fúria". Lançado em maio deste ano, o filme revela, em meio a supervelozes cenas de perseguições, impressionantes cenários desérticos.
Pois é possível testemunhar cenários muito parecidos no mundo atual. Veja, na galeria acima, fotos de 10 lugares pelo planeta que têm tudo a ver com as cenas do filme dirigido por George Miller. Você vai se sentir na pele de Max - ou melhor: na pele de Furiosa.

1 - Deserto de Gobi, Mongólia

Passear pelo maior deserto da Ásia é se desligar do mundo por alguns dias, viajar em uma interminável planície sem estradas, confiando plenamente no senso de direção do seu guia, sem acesso a telefone e internet.
2 - Deserto do Atacama, Chile

Uma fronteira geopolítica separa Uyuni de Atacama - no fundo, o ecossistema é o mesmo. Apesar de a altitude de Atacama ser um pouco menor, no lado chileno do deserto também há lagunas, vulcões desativados, gêiseres, flamingos e planícies cobertas de sal.
3 - Deserto da Namíbia, Namíbia.

Local de gravação do filme Mad Max Road of Fury. É possível que esse deserto, que abrange uma faixa litorânea de quase 2 mil quilômetros, no sudoeste da África, seja o mais antigo do planeta. Pesquisas indicam que o terreno árido tenha surgido entre 55 e 80 milhões de anos atrás.
4 - Salar de Uyuni, Bolívia.

Ao entrar no deserto de sal e lagunas pela cidadezinha de Uyuni, na Bolívia, a primeira parada é num descampado repleto de sucatas de trens antigos - alguns datam do século 18. O cemitério de trens atrai os visitantes por sua atmosfera apocalíptica, digna de Mad Max - principalmente quando se observa os maquinários em desuso, totalmente enferrujados.
5 - Bonneville Salt Flats, EUA.

O Bonneville Salt Flats - o deserto de sal de Utah, nos Estados Unidos, tem 120 quilômetros quadrados e fica perto da fronteira com o estado de Nevada. O local atrai visitantes para testar veículos de alta velocidade - nada mais Mad Max do que isso.
6 - Arches National Park, EUA.

Se o deserto de Utah fosse cenário para o mais novo filme de Mad Max, ali seriam filmadas as cenas da gangue de motoqueiros Rock Riders, que protegem um cânion de rochas arqueadas a leste da citadela.
7 - Hombori, Mali.

Na transição entre o deserto do Saara e a região menos árida ao sul do Mali, no centro-norte da África, estão as formações rochosas curiosas de Hombori. Além das belezas naturais, o lugar, repleto de cavernas e antigas construções de rocha, guarda um riquíssimo sítio arqueológico.
8 - Canoa Quebrada, Brasil.

Se não fosse a praia logo ali embaixo, o visual das falésias de Canoa Quebrada, no litoral cearense, dariam a impressão de que estamos num infinito deserto de paredões. É possível passear por entre os paredões a pé, mas a maioria dos visitantes curte "voar" por ali em passeios de paraglider.
9 - Deserto do Saara, Marrocos.

O deserto mais quente do planeta não poderia ficar de fora de uma seleção Mad Max: em Marrocos, é possível explorar a imensidão das dunas do Saara - tomando muito cuidado para não se perder com o calor e o sol forte.
10 - Outback, Austrália.

Quem quiser fixar a Austrália na memória até o resto da vida precisa conhecer o Outback - o gigantesco platô árido, de terra avermelhada, serviu de inspiração para o cenário das primeiras produções de "Mad Max", com o inesquecível Mel Gibson, lá pelos idos de 1980.
Fonte: Viagem.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...