segunda-feira, 25 de maio de 2020

EM MEIO À ROTINA DE AULAS REMOTAS, PROFESSORES RELATAM ANSIEDADE E SOBRECARGA DE TRABALHO

Em meio à rotina de aulas remotas, professores relatam ansiedade e sobrecarga de trabalho!

Com jornadas duplas e até triplas, educadores das redes pública e privada enfrentam desafios técnicos e emocionais para cumprir seu ofício em tempos de pandemia.
 
Uma pesquisa realizada pelo Instituto Península com 2.400 professores da educação básica de todo o Brasil, das redes privada e pública, desde a educação infantil até o ensino médio, incluindo diferentes modalidades como a EJA (Educação de Jovens e Adultos) mostrou que, desde o início da pandemia, esses profissionais relatam ansiedade perante as aulas remotas e sobrecarga de trabalho. 

Outro problema comum a professores da rede pública é a perda de contato com alunos que não têm acesso a dispositivos como computadores ou celulares para assistir às aulas virtuais. 

E aí Professor, como está sendo a sua experiência com as aulas remotas? Comente!




Fonte: El País (https://bit.ly/2TzRQkx - matéria completa)

domingo, 24 de maio de 2020

PÃO GEOLÓGICO



Adaptado de

A CIDADE SEM RELÓGIO

Você já tentou viver sem relógio ao menos por um dia? Na Noruega, já!
Na pequena ilha norueguesa de Sommar (imagem), com pouco mais de 300 habitantes, os horários foram eliminados desde maio de 2019!


Devido à localização da ilha, ao norte do Círculo Polar Ártico, os habitantes de Sommar passam boa parte de seus dias quase em total escuridão ou em plena luz, e suas vidas se desdobram com tanta tranquilidade que eles consideram um estorvo serem reguladas pelos relógios. "No meio da noite, isso que as pessoas da cidade poderiam chamar de duas da madrugada, você pode ver crianças jogando futebol, pessoas pintando suas casas ou cortando a grama e adolescentes nadando", disse o propulsor da ideia, Kjell Ove Hveding em entrevista a CNN. 

Apesar da concordância geral, alguns moradores da ilha duvidam do sucesso da medida. "Vai ser um desafio para os hóspedes quanto aos horários de entrada e de saída e os de abertura do bar e do restaurante.", afirmou a recepcionista de um hotel, Malin Nordheim. 

Fonte: El País (https://bit.ly/356I7Xz)




OS PRIMEIROS MAPAS

Os primeiros mapas antecederam as formas escritas de comunicação, mas já representavam, em perspectiva vertical, percepções e concepções dos lugares de vida e de passagem. 

Assim, representações de construções, caminhos e elementos naturais são comuns em mapas milenares de diferentes partes do mundo, como o Bedolino (estima-se que tenha sido criado a cerca de 4.400 anos, onde hoje é a Itália, e representa atividades agropastoris) e o de Ga-Sur (criado a cerca de 4.500 anos, e representa, provavelmente, regiões do vale do Rio Eufrates, atualmente no Iraque).






NÃO IMPORTA SE É FALSA! IMPORTA QUE ME CONVÉM.


ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DO BRASIL

O Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil é um site que traz o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) e outros 200 indicadores de demografia, educação, renda, trabalho, habitação e vulnerabilidade para os municípios brasileiros.



O IDHM brasileiro considera as mesmas três dimensões do IDH Global – longevidade, educação e renda, mas vai além: adequa a metodologia global ao contexto brasileiro e à disponibilidade de indicadores nacionais. Embora meçam os mesmos fenômenos, os indicadores levados em conta no IDHM são mais adequados para avaliar o desenvolvimento dos municípios e regiões metropolitanas brasileiras.

Vale a pena salvar esse site em seus favoritos!

Acesse esse atlas em: https://bit.ly/2xuC9mZ

POR QUE A CIRCULAÇÃO DE PESSOAS TEM PESO NA DIFUSÃO DA PANDEMIA

Texto dos Professores Maria Encarnação Beltrão Sposito e Raul Borges Guimarães publicado no site da UNESP. Mais uma leitura geográfica interessante no contexto em que vivemos.

Por que a circulação de pessoas tem peso na difusão da pandemia

Difusão da Covid-19 no país segue modelo relacionado a interações espaciais na rede urbana.

Leia o texto completo em: https://bit.ly/2YqCQZz


MUSEUS VIRTUAIS

Saudades de dar um rolê domingo, né minha filha?

Abaixo, você confere uma seleção com 10 museus que disponibilizaram parte de seus ricos acervos on-line ou que oferecem visitações virtuais. 

Aproveite!

Pinacoteca de Brera (Itália): https://bit.ly/2KWD6aE
Galleria degli Uffizi (Itália): https://bit.ly/3dcwl0q
Musei Vaticani (Cidade do Vaticano): https://bit.ly/3dcwl0q
National Museu Archeologico (Grécia): https://bit.ly/2ymFkgV
Museo del Prado (Espanha): https://bit.ly/2SvtpnE
Louvre (França): https://bit.ly/2WkX1We
British Museum (Inglaterra): https://bit.ly/3aYaDfj
The Metropolitan Museum (EUA): https://bit.ly/2WpfbWz
Hermitage (Rússia): https://bit.ly/3d9Rubz
National Gallery of Art (EUA): https://bit.ly/3c1F3yn


OS CARREGADORES DE CAIXÃO DE GANA

Você, com certeza, já viu vídeos dos carregadores de caixão durante a pandemia do Covid-19. Mas, você sabe a origem desses memes? A Geografia pode te dar uma ajuda. 


O vídeo, originalmente publicado na BBC, em 2017, virou meme e se espalhou nas redes sociais, principalmente após o início da pandemia de coronavírus no mundo. A cena original foi gravada em Gana, no oeste da África, onde as funerárias organizam enterros desse tipo. "Estas festas são montadas quando a pessoa que morre teve uma vida longa, quando morre com 60 anos ou mais (a expectativa de vida em Gana é ligeiramente inferior a 63 anos)”, conta o agente funerário Agyeman.

Os homens que aparecem no vídeo são pallbearers, expressão que poderia ser traduzida em português como “carregadores funerários”, que se dedicam a transportar caixões enquanto dançam. Benjamin Aidoo, um ganense que entrou para a profissão em 2007 e introduziu uma espécie de versão 2.0 dos pallbearers, conta que antes o caixão era carregado nos ombros, como se faz em muitos países ocidentais. A nova versão consiste não só em transportar o ataúde, mas também em acompanhá-lo com músicas mais alegres e de enfeitar os profissionais funerários com uma indumentária mais vistosa do que o habitual. Um serviço básico de carregadores como o que aparece nos vídeos virais pode rondar os 900 cedis (800 reais), mas o preço pode subir bastante dependendo da quantidade de pallbearers, músicos, distância e tempo. 
Os memes chegaram a Gana: "As pessoas me ligaram para dizer. 'Olha, o seu vídeo está sendo usado na internet, nas redes sociais, em todos os lugares. Ele viralizou'", conta, hoje, Benjamin Aidoo, o líder do grupo. No entanto, a viralização dos vídeos não tem ajudado Aidoo, pois "Esta pandemia derrubou meu negócio. Tive que paralisar tudo.", afirmou.

Fonte: El País (https://bit.ly/2xQFop1) e BBC Brasil - ONDE É POSSÍVEL ASSISTIR A UMA ENTREVISTA COM AIDOO (https://bbc.in/2WhCQJP).

ENEM 2020


TEORIA DO HEARTLAND DA EURÁSIA

Você conhece o geógrafo inglês Halford John Mackinder e sua teoria do Heartland da Eurásia? 


De modo bem geral, essa teoria define um território chave (Heartland) que, se dominado por um país, este se transformaria na potência mais poderosa do mundo.

Apesar de apresentada em 1904, essa teoria, que influenciou os rumos das Guerras Mundiais e da Guerra Fria, pode ajudar a entender o atual jogo geopolítico que envolve alguns dos seus principais atores, como os EUA, a Rússia e a China. 

Para saber mais, vale a pena ler esta matéria da BBC: https://bbc.in/2YRyFpK

FATOR ALTITUDE


Dentre os diferentes fatores que influenciam os climas (como as latitudes, o relevo, as massas de ar e as correntes marítimas) as altitudes são as principais responsáveis por paisagens como esta, do Monte Kilimanjaro, na Tanzânia. Localizado a 3° 07' S (próximo à Linha do Equador e, consequentemente, na zona mais quente da Terra), esse monte de 5.895 metros de altitude, que se eleva em meio à planície de savana, possui neve eterna em seu topo. 

Estima-se que, na parte inferior da atmosfera, a temperatura baixe 6,4 ºC a cada mil metros de altitude. Isso ocorre, pois, o aquecimento da superfície da Terra não é feito de cima para baixo, por radiação, mas de baixo para cima, por irradiação. Os raios solares incidem diretamente (que é a radiação, as ondas curtas) e ao aquecer a superfície terrestre, ela vai irradiar calor (são os raios infravermelhos). Com o aumento da altitude, portanto, fica-se cada vez mais distantes do foco de calor.

POBRES EM CONSUMIDORES


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...