terça-feira, 11 de junho de 2019

9/11

        Em preto os países que perderam cidadãos com o ataque terrorista as torres gêmeas do World Trade Center.



terça-feira, 4 de junho de 2019

ARBORIZAÇÃO URBANA REFLETE DESIGUALDADE SOCIAL E ECONÔMICA

   Mais do que elementos de importância ambiental e paisagística, as árvores urbanas representam também a desigualdade entre diferentes regiões de uma cidade. Pelo menos foi essa a conclusão que chegou um estudo realizado nos EUA (clique aqui para ter acesso ao estudo, em inglês), ao comprovar que o poder aquisitivo dos moradores de determinados bairros influencia diretamente na quantidade de área verde presente em suas ruas.
   No Brasil, a relação é parecida. Segundo o IBGE, 43% das moradias brasileiras com renda per capita mensal de um quarto de salário mínimo não possui nenhuma árvore próxima de casa. Quando a renda é igual a dois salários mínimos, esse número cai para 21.5%.



 Confira abaixo imagens que comparam bairros de algumas capitais brasileiras.


São Paulo, Moema.
São Paulo, Capão Redondo.


Distrito Federal -  Asa Sul.
Distrito Federal - Ceilândia.
Rio de Janeiro, Ipanema.
Rio de Janeiro, Rocinha.

Belo Horizonte, Lourdes.
Belo Horizonte, Carlos Prates.
Fonte: Catraca Livre (adaptado).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...